Nossa Senhora, a Virgem do Milagre

NOSSA SENHORA A VIRGEM DO MILAGRE, DEFESA CENTENÁRIA EM O CONJUNTO DE SAN JUAN DEL HOSPITAL DE VALENCIA. S. XIII

em outubro 1238 Jaime I faz sua entrada na cidade de Valência. Acompanhe-o todas as propriedades que formaram a Corte e o governo do Reino de Aragão. Entre eles os representantes das Ordens Militares do Templo, Santo Sepulcro e o Hospital de São João de Jerusalém.

Para este último, o rei concede, em frente à Puerta de la Xerea: "As casas e moradas de Azach Abunbedel ... e as eras que as cercam ...", conforme indicado no Livro de Repartimentos.

Algumas paredes desses edifícios árabes ainda estão de pé, na entrada primitiva do recinto. É neste mesmo espaço onde estava o acesso, sob um arco, para a Capela da Virgem do Milagre. É um pequeno recinto de fábrica românica, coberto com cruz e abóbada de berço dividido; apegado a isso, uma sacristia muito pequena com tijolos de corda na abóbada e um nariz incipiente.

Muito importante é o documento do ano 1254 encontrado no Arquivo do Reino, em que parece que um certo Dalmau, Cavaleiro do hospital, pediu para ser sepultado na capela de Nossa Senhora do Milagre, pagando pela iluminação e conservação do altar da Virgem ... nele Tránsito de San Juan del Hospital.

No 1254!. É o mais antigo testemunho escrito, que autentica a existência da imagem e a coloca no primeiro complexo hospitalar.

A imagem é uma escultura em pedra, altura baixa para fácil portabilidade. Seu estilo é o que na época era atravessar os Pirineus, das novas correntes europeias: menos rigidez, maior mobilidade da figura do Menino Jesus, a maçaneta na mão e o sorriso incipiente e difícil de Maria.

A Irmandade foi estabelecida e aprovada pelo Bispo D. Hugo de Fenollet o 30 Abril de 1356, e inserido no Privilégio Real de 10 de junho de 1371, por D. Pedro IV.

Em relação ao culto estabelecido para a invocação de Nossa Senhora do Milagre, a sé episcopal levantina concedeu-lhe feriado e missa própria. No Missal da Catedral de Valência 1509, fol. 352, existe o texto da "Missa Sancte Marie subtitle Miráculi".

Alfonso del Castillo de Solórzano em sua obra: "Sagrarios de Valencia" impresso em 1635, dados: “… Como prova de quão estimada ela era, o Papa Adriano VI a concedeu, em 1522, a graça, então não pródigo, da Indulgência Plenária para aquele que oraria diante da imagem mesmo que fosse uma oração simples. "

A Virgem recebeu o nome de um milagre ocorrido em El Tránsito e acabou no convento dos Pregadores, na tumba de San Luis Beltrán, e o que o Marco A relata. por Orellana, afirmando que a imagem recebeu o título de "Nossa Senhora do Milagre" desde então e muito antes de o nome da Virgen de la Seo se popularizar., pelo milagre que aconteceu em 1556.

Posteriormente, Teixidor conta que os séculos 16 e 17 foram de grande crescimento na irmandade; tanto é que ele 20 Setembro de 1640 se faz, “Um inventário das joias e roupas da imagem, pela grande devoção que o povo tem por ele ". (NÚMERO)

Na área navarro-aragonesa, esculturas de estilo românico-gótico semelhantes são preservadas, especialmente em locais que pertenciam à Ordem de São João de Jerusalém, como Sangüesa, Você é do Rei Católico ... etc.

Também um fato curioso e interessante é o seguinte: Lope de Vega nomeia Nossa Senhora do Milagre em uma de suas obras: (Cópia do texto da obra, no Arquivo da Universidade de La Nao, Valencia)

Em 1850 as ordens militares foram confiscadas e com elas o Complexo Hospitalar San Juan del (já danificado pelo bombardeio dos franceses) Abandono sofrido e diversos usos. Em 1905 a propriedade com as mercadorias e o arquivo é transferida para a nova freguesia de San Juan Bautista e San Vicente Ferrer na ampliação.

Nossa Senhora do Milagre passou da sua tradicional capela ao presbitério da nova igreja. Durante a guerra civil, ele desaparece e é posteriormente encontrado no Museu Diocesano, que acolheu tanta imagem espalhada e destruída. Também a escultura medieval da Virgem do Milagre foi quebrada. O Menino Jesus e o braço direito estavam faltando e a coroa foi espancada e quebrada.

Nas fotos em anexo você pode ver: a velha fotografia da escultura da Virgem, retirado da tese de Fernando LLorca Die, no início do século 20. Outra fotografia de seu estado na década de 60, tirada no Museu Diocesano de Valência e a imagem atual que preside a igreja, obra do escultor José Esteve Edó nos anos setenta.

Dentro do conceito de tentar retribuir, para toda a equipe San Juan, suas características históricas, por um lado, e dotá-lo de museus e fundos litúrgicos para outro, adquire relevância especial, dentro dos considerados "fundos móveis", a escultura primitiva da Virgem do Milagre. Talvez a peça mais antiga do conjunto e das poucas que foram documentadas desde a contemporânea Valência até o Rei D.. Jaime.

Contudo, imagem danificada, está no Museo de la Seo há décadas. Sua estrutura aberta na área do braço direito e joelho superior, e na cabeça, é previsível que absorva mais umidade do que o apropriado e não deve deixar sua localização atual.

Seu espaço expositivo no local do Hospital San Juan del seria a Capela-Hospital-funerária do Pátio Sul ou área do cemitério medieval.; desde a antiga capela de sua dedicação no Trânsito, desapareceu como tal, e também, esteticamente, a escultura é pequena para ocupar o presbitério da igreja.

Portanto D. Carlos Cremades, reitor do templo e D. Augusto Cruañes teve uma ótima ideia.

A capela do hospital-funeral, também chamado Rei D. Jaime, por tradição, é contemporâneo à imagem. Toda a zona sul do complexo histórico, del s. 13-14, está sendo recuperado o mais fielmente possível ao que era, tanto na sua construção como nos elementos representativos da tradição funerária, encontrado no subsolo ou usado como peças de construção posteriormente.

Portanto, parecia apropriado para sua disseminação e conhecimento e para adoração, localize uma imagem de Nossa Senhora do Milagre nesta capela tão visitada, colocando uma reprodução fiel de escultura antiga.

Um dado muito significativo deve ser levado em consideração: a Ordem do Hospital de São João de Jerusalém foi fundada para o atendimento dos peregrinos, doente e indefeso, chegando em Jerusalém; mas com o passar dos anos e a perda da Terra Santa, Suas obrigações incluíam o cuidado e o sepultamento dos indigentes e executados, que não tinham família ou ninguém para cuidar disso..

É assim que aparece em sua "consuetudine" do s. XII-XIII, (compilação de deveres e obrigações de fréires e cavaleiros); sempre colocado sob a proteção da Virgem. Também em San Juan desde o primeiro momento. Dois séculos depois, em Valencia, aquela obrigação de proteção e atenção aos inocentes e executados, cuidando do funeral dele, a Virgem dos Desamparados passaria ao nosso patrono. Em memória disso, a localização de Nossa Senhora do Milagre, na área do cemitério, parece muito adequado.

Depois de consultar os responsáveis ​​pelos fundos diocesanos dos museus, para obter permissão para realizar medições na escultura original, uma oficina de escultura foi contratada para realizá-los.

Os profissionais que fariam a réplica da escultura (Lola Climent e Juan Carlos Ferri do Workshop “Tall Scan 3D” em Guadassuar), tomaram dados informatizados com os meios mais modernos de medição de corrente: pontilhado com laser. A figura será esculpida em pedra, com a precisão dos dados do computador que dirige o trabalho, e então tornado áspero e polido, com meios técnicos muito específicos, que garantem uma reprodução perfeita. O restaurador Mar Sabaté, profissional no tratamento de proteção policromada e pedra, vai assumir a imagem mais tarde.

Dadas as inúmeras visitas, especialmente de crianças em idade escolar e estudantes universitários, Os painéis serão impressos com o procedimento escultórico realizado e com as informações históricas que se conhecem sobre esta escultura centenária. Também monitora o trabalho realizado passo a passo, para explicar didaticamente a execução em pedra de Nossa Senhora a Virgem do Milagre e sua policromia.

Deixe-nos aproveitar a sua proteção nestes momentos únicos e complicados. (E nós confiamos ao nosso querido D. Augusto que a amava tanto)

GALERIA DE FOTOS:

Virgen del Milagro

 

VÍDEO: A RÉPLICA DA VIRGEM DO MILAGRE CHEGA A SAN JUAN (2017)

Você também pode gostar....